Título: Autismo?

Enviado por: Cândida Moreira

em: 14-12-2008 07:07

Boa noite,
Temos andado muito atormentados desde que numa consulta de desenvolvimento foi diagnosticado um atraso global ao meu filho de 2 anos. A médica recomendou entrada imediata num infantário (que já estamos a providenciar) e que procurássemos a UADIP (Unidade de Avaliação do Desenvolvimento e Intervenção Precoce).
No relatório a médica diz que o meu filho apresenta dificuldades ao nível da comunicação / sociabilização / linguagem, mas refere que tem potencial. Embora não o mencione, desconfio que ache que o meu filho padece de algum distúrbio relacionado com o autismo.
Estes últimos dias têm sido um pesadelo para nós, pois reconhecemos que o nosso filho não está tão desenvolvido em certos aspectos como outras crianças da idade dele, mas também não nos tinha passado pela cabeça que o caso fosse assim tão grave. Vamos pedir uma segunda opinião a outro profissional.
O nosso bebé foi sempre muito calmo desde que nasceu, chegaram a chamá-lo de hipotónico no hospital. Um mês depois voltou lá para fazer uma ecografia à cabecinha, que se revelou normal, embora ele sempre tenha tido um perímetro cefálico sempre por volta dos 95.
Entretanto sempre foi atingindo os patamares de desenvolvimento no limite, sendo que se atrasou mais no andar. Começou a dar os primeiros passos aos 18 meses, mas sempre agarrado. Só começou a andar completamente sozinho aos 22 meses.
Actualmente ainda não diz mais que “Olá” e “T’áqui”.
É muito bem-disposto. Gosta muito do primo 2 anos mais velho e, quando o primo tem paciência, entretêm-se muito os dois. Gosta imenso de música, adora dançar, “dá cinco”, sabe que o pente é para pentear, vai buscar o pato de borracha, a bola e o carro para nos dar, mostra a língua quando pedimos, aponta para a luz, mas ainda não aponta para nós quando perguntamos pela mamã, pelo papá, pela avó, embora se alegre todo quando chegam pessoas que conhece. Não consegue identificar objectos em cartões. Perante barulhos inesperados, alguém que levante a voz, leva as mãos à cabeça, tem episódios de “nervinhos” e gritinhos e, quando contrariado, dá uma turra. Não conseguimos que soprasse a velinha do seu 2.º aniversário, estava assustado.
Em princípio está descartada a hipótese de problemas de audição, pois ele corresponde aos sons.
Perante os comportamentos descritos, há que temer que o meu filho sofra de autismo?
Estou a lidar bastante mal com esta incerteza...
Muito obrigada pela atenção.
Melhores cumprimentos.

Responder Novo Tópico



Outras mensagens neste tópico:

Autismo?  Enviado por: Cândida Moreira  em: 14-12-2008 07:07
RE: Autismo?  Enviado por: Drª Rosa Gouveia - Pediatra do Desenvolvimento  em: 18-12-2008 20:40


Voltar

sociedade  |  contactos  |  agenda  |  homepage