Bem-vindo ao site da Sociedade de Pediatria do Neurodesenvolvimento da Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPND-SPP)

A Sociedade de Pediatria do Neurodesenvolvimento é uma secção da Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP), tendo sido criada em 1987 por um grupo de pediatras ligados ao desenvolvimento da criança e do adolescente com o objectivo de congregar diversos profissionais implicados no desenvolvimento infantil, numa perspectiva transdisciplinar.

Siga-nos no FACEBOOK


CURSO "TOP 10 Pediatria do Neurodesenvolvimento"
Casos clínicos: do diagnóstico clínico e etiológico à intervenção

Datas: 5 e 12 de março de 2021
14h30-16h30, 17h-19h
Online
Saiba mais


NOVOS ARTIGOS

Pediatria do Neurodesenvolvimento em Portugal: Movimento Hospitalar Assistencial, Recursos e
Necessidades – Evolução em Dez Anos

1/12/2020 - Guiomar Oliveira, Inês Nunes Vicente, Micaela Guardiano, Liza Aguiar, Susana Loureiro, Rosa Gouveia, Filipe Glória Silva
O número total de consultas de Pediatria do Neurodesenvolvimento subiu de 38 238
(2007) para 99 815 (2017) (...) são necessários mais 15 pediatras nesta área.


Impacto da Covid-19 na saúde das crianças e jovens
14/11/2020 - Micaela Guardiano, Rita Amorim

O impacto da utilização da máscara no desenvolvimento da cognição social nos
primeiros dois anos de vida

14/11/2020 - Inês Nunes Vicente


O neurodesenvolvimento da criança define-se como o conjunto de competências por meio das quais a criança interage com o meio que a rodeia, numa perspectiva dinâmica, de acordo com a sua idade, o seu grau de maturação, os seus factores biológicos intrínsecos e os estímulos provenientes do ambiente.

Fazem parte dessas competências a motricidade global, a manipulação, as competências sensoriais, como a visão e a audição, a comunicação e a linguagem, os comportamentos, as competências cognitivas não verbais e verbais, os afectos e as emoções. As perturbações do neurodesenvolvimento incluem, entre outras:

  • as perturbações comportamentais, como a perturbação de hiperactividade com défice de atenção;
  • as perturbações da aprendizagem escolar, como a dislexia;
  • as perturbações da comunicação, como a perturbação específica da linguagem;
  • as perturbações do espectro do autismo;
  • as perturbações do desenvolvimento motor, como a paralisia cerebral;
  • os défices cognitivos.

 
sociedade  |  contactos  |  agenda  |  homepage  |  Política de Privacidade